Lançamento: livros narram a trajetória da Fundação Hospital Adriano Jorge no Amazonas

Saúde

A bibliotecária Marilene de Sena e o médico Raymison Monteiro de Souza lançaram nesta quinta-feira (31/10) dois livros de resgate histórico sobre a Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ). O lançamento das obras foi realizado na própria unidade, no auditório Dr. Juarez Klinger do Areal Souto, na zona centro-sul de Manaus.

Uma das obras é “De Sanatório à Fundação Hospital Adriano Jorge: Uma referência na história da saúde pública no estado do Amazonas”, de autoria de Marilene. O segundo livro é “Diretrizes Assistenciais (Protocolo)”, de autoria de Raymison e Marilene Silva.

Os livros fazem um resgate da história da FHAJ e do trabalho de funcionários e profissionais pioneiros da área da Saúde no Estado. Servidores e ex-diretores do hospital prestigiaram o evento.

Também participaram do lançamento dos livros o diretor-presidente da FHAJ, Ayllon Menezes, a secretária executiva adjunta de Atenção Especializada da Capital, da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), Dayana Mejia de Souza, e o reitor da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Cleinaldo de Almeida Costa.

Durante sua fala, o diretor-presidente da FHAJ destacou a relevância do trabalho da fundação para o Amazonas na área de pesquisa e na assistência.

“O hospital contribuiu muito com a história do Estado do Amazonas e agora esse legado está registrado em detalhes através da pesquisa de nossos autores”, disse Ayllon.

O diretor-presidente finalizou seu discurso citando o poeta Castro Alves: “Oh! Bendito o que semeia livros à mão cheia / E manda o povo pensar! O livro, caindo n’alma é germe – que faz a palma / É chuva – que faz o mar!”.

Dayana Mejia de Souza ressaltou a importância do conhecimento acadêmico como alicerce para uma assistência à saúde de qualidade, reforçando a relevância de se fomentar a pesquisa dentro das unidades.

“Esse governo se preocupa muito com isso e faz assistência baseada em evidencias. É muito importante nós publicarmos cada vez mais livros sobre nossa história na saúde. Não há futuro sem história e o Estado do Amazonas começa agora a escrever uma nova história de assistência à saúde pública”, declarou Dayana.

Marilene Sena é servidora da FHAJ. Raymison é médico-cirurgião e ex-diretor da fundação.

 

Fonte: ASCOM/FHAJ-AM

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *