AM-Cema mantém estoque geral de insumos e medicamentos hospitalares com 74% de abastecimento

AM-Cema mantém estoque geral de insumos e medicamentos hospitalares com 74% de abastecimento

Saúde

A Central de Medicamentos do Amazonas (Cema), da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), está com 74% de abastecimento de medicamentos e insumos hospitalares, quantitativo superior aos 12% encontrados em janeiro de 2019. Desde dezembro de 2020, esse estoque geral vem sendo mantido na central, responsável por abastecer as unidades da rede estadual de saúde.

“O nosso objetivo é subir esse percentual. Mas temos encontrado muita dificuldade por conta da escassez no mercado mesmo em relação a itens que não sejam usados diretamente para o tratamento de pacientes com Covid-19, porque a indústria está concentrada em atender a demanda instalada em virtude da doença. Todos os esforços estão sendo empreendidos para garantir o estoque regular dentro da cadeia de suprimentos”, explicou a coordenadora da Cema, Eunice Mascarenhas.

Cronograma – A Cema trabalha com cerca de 1.300 itens, entre insumos farmacológicos, hospitalares e de nutrição. Segundo a coordenadora, a programação de compra é feita de modo a manter um estoque capaz de cobrir 120 dias da demanda estabelecida nas unidades de saúde. Dentro das estratégias para manutenção do abastecimento está inserido também o envio de medicamentos pelo Ministério da Saúde.

“Novas aquisições são solicitadas sempre que o estoque de um dado insumo alcança nível de cobertura inferior a 60 dias”, afirmou a coordenadora.

Para garantir a aquisição de medicamentos em meio ao cenário de escassez causado pela pandemia de Covid-19, a Cema prioriza os processos de compra de todos os insumos necessários ao manejo do paciente em tratamento da doença em leitos clínicos e em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“Com isso garantimos a celeridade e a posição do Estado do Amazonas na fila de pedidos junto aos laboratórios fabricantes. Além disso, o setor de cobranças acompanha o cumprimento das entregas de cada fornecedor visando mitigar os atrasos de entrega e outras situações que possam comprometer o estoque”, ressaltou.

Já o Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (Ceaf), que reúne 208 medicamentos de alto custo, custeado pelo Estado e pelo Governo Federal para atender 13.831 usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) no Amazonas, está com 97,6% de abastecimento. No primeiro trimestre deste ano, 24.743 dispensações foram realizadas pelo Ceaf.

Investimentos – A Cema executou R$ 71,6 milhões em compras de insumos e medicamentos no enfrentamento à Covid-19, de janeiro a abril deste ano. Na aquisição de medicamentos que compõem o kit intubação, a Central destinou o montante de R$ 32,5 milhões neste ano.

Fonte: ASCOM/SES-AM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *