Tempestade Sally perde força, mas ainda deve causar estragos nos EUA

Tempestade Sally perde força, mas ainda deve causar estragos nos EUA

Internacional

Apesar de não ter mais ventos com categoria de furacão, tempestade se desloca lentamente, com risco de provocar enchentes

furacão Sally foi rebaixado para categoria de tempestade tropical, menos de 10 horas após tocar o solo nos Estados Unidos. No entanto, devido à baixa velocidade de deslocamento, mantém seu potencial destrutivo.

Chuvas torrenciais são esperadas nas próximas horas em partes do Alabama, Mississippi e Flórida. Em algumas localidades pode cair até 100 mm de chuva por hora.

A tempestade tem ventos sustentados de 112 km/h, mas preocupa mais as autoridades por se deslocar muito lentamente — a cerca de 8 km/h, de acordo com o Centro Nacional de Furacões dos EUA.

Essa condição aumenta o risco de enchentes por onde passa. Segundo o órgão meteorológico, a tempestade pode provocar “enchentes históricas e catastróficas” desde a baía de Mobile, no Alabama, até a capital da Flórida, Tallahassee.

A porção noroeste da Flórida, chamada de Panhandle, é uma das áreas mais afetadas. Na cidade de Pensacola, a água subiu a cerca de 1,5 m na região central.

Um trecho de uma ponte recém-construída na baía de Pensacola foi arrancado durante a passagem do furacão, segundo a administração do condado de Escambia.

Autoridades estimam que cerca de 500 mil imóveis estejam sem energia elétrica nos estados da Louisiana, Alabama e Flórida.

 

Fonte: R7.COM 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *