Coluna - Giannis Antetokounmpo, uma trajetória de cinema na NBA

Coluna – Giannis Antetokounmpo, uma trajetória de cinema na NBA

Esporte

Astro grego, de 26 anos, foi eleito o melhor jogador das finais

Aos 26 anos, Antetokounmpo já tem praticamente todas as láureas que poderia almejar ao chegar à maior liga de basquete do mundo. São dois prêmios de MVP (sigla em inglês para Jogador Mais Valioso). Um troféu de melhor defensor da temporada. E esta que acaba de se encerrar trouxe o simbólico prêmio de melhor jogador do festivo Jogo das Estrelas, além dos mais importantes: o primeiro título de campeão da liga, acompanhado pela eleição como MVP das Finais, série coroada por uma atuação memorável de 50 pontos no jogo decisivo.

Um outro prêmio, que passa ligeiramente despercebido no currículo de Antetokounmpo, é um bom indicativo do motivo pelo qual toda a trajetória dele, da infância à mais alta glória no basquete, é digna de peça de cinema. O grego foi escolhido como o jogador que mais evoluiu na NBA na temporada 2016-17, quando deu um salto rumo ao estrelato. Ele mostrou sua perseverança em sempre melhorar, mesmo sem, necessariamente, atender às expectativas externas.

Caso você não tenha tropeçado ainda na história do atleta, eis um resumo: Giannis é um dos cinco filhos de dois imigrantes nigerianos que chegaram à Grécia no começo da década de 90. A mãe Veronica e o pai Charles, que entraram ilegalmente no país europeu, não tinham documentação grega (nem Giannis). Ele teve uma vida humilde e vendia óculos escuros e DVDs nas ruas de Atenas para ajudar os pais. Acabou se tornando aposta de um olheiro mesmo sem ter nenhuma intimidade com a bola laranja, aos 13 anos. 

Fonte: AGÊNCIA BRASIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *