Corrida Global de Solidariedade tem 1ª edição virtual no fim de semana

Corrida Global de Solidariedade tem 1ª edição virtual no fim de semana

Esporte

São 18 brasileiros confirmados, que terão de filmar as próprias provas

A Associação Internacional de Ultramaratona (IAU, sigla em inglês) promove neste sábado (29) e domingo (30) a sexta edição da Corrida Global de Solidariedade, a primeira de forma virtual. Essa foi a maneira encontrada pela  entidade para movimentar os atletas nesta temporada, afetada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Corredores de todo o mundo poderão participar. Eles deverão correr durante 6 horas em ambiente fechado ou aberto, e gravar a performance em uma das diversas plataformas disponíveis no site da IAU.

Um dos 18 brasileiros já confirmados é Felipe Costa, campeão sul-americano de ultramaratona de 100 quilômetros no ano passado. Natural de Tubarão (SC), o corredor fará um circuito de 1 km na cidade catarinense. “O local é afastado e com pouca movimentação de pessoas. Calculo que farei entre 85 e 89 voltas. Minha esposa e meu pai vão estar lá para me ajudar na hidratação e nos vídeos e fotos”, explicou o atleta.

Felipe costa da Silva

O objetivo de Felipe Costa é arrecadar R$ 10 mil em uma “vaquinha” online. “Vamos doar cestas básicas para famílias carentes da região. É o mínimo que eu posso fazer. Usar o meu esforço como atleta para movimentar essa causa nobre dentro desse quadro trágico de pandemia”, disse o catarinense, melhor sul-americano sul-americano no mundial de 100 km da Croácia,, quando finalizou a prova em 31º lugar.

No Brasil, a Corrida Global de Solidariedade contará ainda com outros 17 participantes: sete homens e oito mulheres. Corredores experientes como Atletas Patrícia Aguiar, campeã Bertioga-Maresias (75 km), em 2017, e 3º lugar na prova de 2018;  Neide Rosa de Souza, que soma mais de 100 pódios na carreira;  Luiza Tobar, melhor brasileira no mundial de 100 km da Espanha em 2017 e a única mulher do mundo a ganhar os 84 km geral – homens e mulheres – de uma prova Ultraman (ultra triathlon); e Cleiser Costa, pentacampeão da Volta do Lago de Brasília (100 km) e  vencedor das 50 milhas de Pirenópolis (GO).

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) disponibilizou uma equipe multidisciplinar (médico, fisioterapeuta, treinador e consultor de ultramaratona) para auxiliar os participantes do evento.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *