Diretoria da Petrobras considera renúncia coletiva, diz Reuters

Diretoria da Petrobras considera renúncia coletiva, diz Reuters

Economia

Pessoas próximas à diretoria da estatal disseram que há grande insatisfação com a mudança na presidência da empresa

A diretoria da Petrobras está considerando uma renúncia coletiva depois de o presidente Jair Bolsonaro ter anunciado a substituição de Roberto Castello Branco pelo general Joaquim Silva e Luna como CEO, disseram à agência Reuters três pessoas próximas à diretoria, pedindo para serem mantidas anônimas.Em nota divulgada em rede social, Bolsonaro informou que Roberto Castello Branco será substituído pelo general Joaquim Silva e Luna, ex-diretor geral da usina Itaipu Binacional e ex-ministro da Defesa.

A indicação de Silva e Luna precisa, no entanto, ter aprovação do conselho de administração da Petrobras, formado por membros indicados pelo governo, mas que atuam com independência. O conselho deve se reunir na terça-feira (23) e deve discutir a troca.

Com os seguidos aumentos no preço dos combustíveis, Bolsonaro já havia demonstrado insatisfação com o comando da Petrobras. Nesta sexta, durante visita à cidade de Sertânia, em Pernambuco, ele reafirmou que faria “mudanças” na Petrobras após mais um reajuste no preço dos combustíveis, anunciado pela estatal nesta quinta-feira (18).

“Jamais vamos interferir nesta grande empresa e na sua política de preços, mas o povo não pode ser surpreendido com certos reajustes”, disse. Durante a visita ele ainda mandou um recado: “exijo e cobro transparência de todos aqueles que eu tive a responsabilidade de indicar”

Fonte: R7.COM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *