Dois filhotes de peixes-bois são resgatados em Autazes com um mês de vida

Notícias

Segundo o veterinário Anselmo d´Affonseca que atua no Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia, patrocinado pela Petrobras, em parceria com o Inpa, os dois filhotes são fêmeas e cada uma pesa 12 quilos

Dois filhotes de peixes-bois foram encontrados em um lago no quilômetro 12 do município de Autazes (113 km da capital do Amazonas) por comunitários e resgatados pela Polícia Militar do Amazonas para receberem os cuidados da equipe do Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia, patrocinado pela Petrobras. Os animais foram levados para o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC), principal parceiro do projeto.

Com os dois animais, o projeto contabiliza nove filhotes que o Instituto recebeu desde janeiro deste ano. O veterinário do Inpa, que atua no projeto, Anselmo d´Affonseca alerta para ote tipo de resgate, quando os filhotes estão saudáveis na malhadeira ou na beira do rio.

“Se não há relato de matança da fêmea nas proximidades, então a mãe com certeza estava por perto porque os dois filhotes foram resgatados com saúde, nenhum dos dois estava debilitado”, disse. “Nesses casos, o melhor a fazer é devolver os animais aos rios”.

Para diminuir a quantidade de animais saudáveis em cativeiro, o projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia produziu uma cartilha para auxiliar pescadores e comunitários a lidar com a situação. O material foi distribuído para órgãos ambientais e para líderes de comunidades do interior do Amazonas durante evento no mês de março realizado pelo Projeto.

O material sobre captura acidental também pode ser encontrado online. Baixe aqui a cartilha “Como liberar filhotes de peixe-boi capturados acidentalmente”.

Filhotes resgatados

As duas fêmeas receberam leite integral NAN durante quase um mês, segundo relatos, o que pode ser prejudicial para a saúde dos filhotes, como explica o veterinário. “O peixe-boi não tem a enzima lactase, responsável por digerir a lactose, então provavelmente poderia acontecer um problema digestivo, como formação de muitos gases, inflamação no intestino e, em função disso, os filhotes poderiam até vir a óbito”, alerta.

Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia

A Ampa é responsável por executar o Projeto Mamíferos Aquáticos da Amazônia, que tem o patrocínio da Petrobras por meio do programa Petrobras Socioambinetal, e cujo principais objetivos são resgatar, reabilitar e reintroduzir peixes-bois (Trichechus inunguis) aos rios da Amazônia, além de auxiliar o projeto Boto do Inpa, que pesquisa a bioecologia do boto-vermelho e do tucuxi para a conservação das espécies.

As pesquisas realizadas em parceria com o Laboratório de Mamíferos Aquáticos (LMA/Inpa) geram informações que alertam as autoridades e a comunidade internacional sobre a caça ilegal do peixe-boi para comercialização da carne e sobre a matança do boto-vermelho.

Foto: Louise Laushner

Fonte: ASCOM/Inpa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *