Manaus- Centros de Convivência da Família aderem ao Agosto Lilás com programação virtual

Manaus- Centros de Convivência da Família aderem ao Agosto Lilás com programação virtual

Cidade

No mês de conscientização pelo fim da violência contra a mulher, foco da campanha Agosto Lilás, os Centros de Convivência da Família usam a criatividade para abordar esta temática. As redes sociais continuam sendo as fortes aliadas para difundir orientações e informações sobre as formas de violência contra a mulher, bem como os canais de denúncia.

Nesta quinta-feira (06), é a vez do Centro Estadual de Convivência da Família (CECF) Magdalena Arce Daou dar sua contribuição com a campanha Agosto Lilás: Lei Maria da Penha, com destaque para os principais tópicos da lei que protege as mulheres. Às 15h, uma live com a assistente social Dayla Gomes, especialista em políticas de enfrentamento à violência doméstica pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), promete movimentar os usuários daquela unidade.

Na sexta-feira (07) o enfoque será dado ao depoimento de mulheres que sofreram e superaram a violência doméstica.

Também nesta quinta-feira, às 16h, o CECF Maria de Miranda Leão, localizado no bairro Alvorada, zona centro-oeste de Manaus, realiza sua live com as psicólogas Neyme Suguyama e Thelma Saburaí, e mediação da assistente social Normanda Fonseca.

Desde segunda-feira (03), o CECF André Araújo desenvolve sua campanha Agosto Lilás com um trabalho de informação e sensibilização sobre a lei Maria da Penha e as formas de combate à violência contra a mulher.

Entre as iniciativas estão a divulgação de vídeos junto aos grupos do centro de convivência; enquete com mulheres evidenciando as dúvidas em relação à Lei Maria da Penha; e lançamento de desafio às participantes dos grupos de convivência, com mensagens e frases reflexivas referente ao direito das mulheres e contra qualquer tipo de apologia à violência contra a mulher.

Uma live nesta sexta-feira (07), às 14h, pela página de Facebook do CECF André Araújo, localizado no bairro da Raiz, na zona sul, terá a participação da advogada Renata Azevedo, e será o ponto alto da programação. Os participantes poderão esclarecer dúvidas quanto ao direito da mulher diante da Lei Maria da Penha.

Mutirão – O teatro mudo-pantomima marca a semana alusiva ao 14º aniversário da Lei Maria da Penha no CECF Teonízia Lobo, localizado no bairro Mutirão, na zona leste. A delegada Wagna Silva da Costa, da Delegacia a Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM), vai enfocar como os casos de violência devem ser conduzidos.

Atividades socioeducativas
– Localizado na Cidade Nova, zona norte, o CECF Padre Pedro Vignola também vai usar suas redes sociais para sensibilizar seus usuários sobre o combate a violência contra a mulher. A campanha será realizada de segunda (10/08) a sexta-feira (14/08) com aulão de abertura da campanha, atividades socioeducativas sobre a Lei Maria da Penha, palestras, folders informativos e filmes.

O Centro de Convivência 31 de Março fez um trabalho de sensibilização quanto à importância da rede de proteção para prevenir a violência e o feminicídio por suas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *