Pesquisadores e profissionais de saúde participam de encontro para discutir estratégias de saúde nas fronteiras

Amazônia

Pesquisadores do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia),  Instituto Oswaldo Cruz – IOC/Fiocruz,  Institut de Recherche Pour le Développement (IRD) reuniram-se com gestores e pesquisadores da Universidade Nacional da Colômbia – Sede Amazônia (UNAL), em Letícia (COL), para compartilhar informações sobre ações institucionais e possíveis estratégias para a saúde na fronteira, sob um olhar interdisciplinar e intercultural, visando alinhar esforços conjuntos de cooperação internacional, contemplando principalmente, a zona fronteiriça entre Brasil e Colômbia.

O encontro realizado na primeira semana de junho, dias 5 e 6, teve como enfoque os seguintes temas: incentivo à criação de uma rede de pesquisa sobre questões de saúde com uma perspectiva interdisciplinar e intercultural, articulação para a consolidação da sala de situação em saúde na fronteira Brasil e Colômbia, e planejamento de evento científico sobre questões de saúde na fronteira. O primeiro dia de atividade ocorreu na UNAL.

Para o diretor da Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz, o encontro foi um passo para se fazer uma estratificação em vigilância em saúde na fronteira, na qual os parceiros possam colaborar.

Participaram também do Encontro na UNAL, o representante da Assessoria de Assuntos Internacionais do Ministério da Saúde (Aisa-MS), Edgard Magalhães, e o representante da Secretaria Departamental de Salud Amazonas, Jose Hernan Becerra.

O segundo dia de apresentações e debates ocorreu no auditório do Hospital de Guarnição de Tabatinga (HGuT), momento em que participaram profissionais que atuam na área de saúde, além da diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS/AM), Rosemary Costa Pinto, e da subdiretora do Hospital de Guarnição de Tabatinga, TC Christina, e demais profissionais de saúde.

ESPECIALIZAÇÃO EM VIGILÂNCIA EM SAÚDE

Na oportunidade, Sérgio Luz, anunciou a realização da segunda turma do Curso de Especialização em Vigilância em Saúde na Rede de Atenção Primária à Saúde, oferecido pela Fiocruz Amazônia, em formato presencial em Tabatinga (AM).

O curso é gratuito e destina-se a profissionais de nível superior que atuam em unidades básicas de saúde ou em unidades de saúde da família na região amazônica. Serão ofertadas 50 vagas, distribuídas entre Brasil (20), Colômbia (10), Equador (10) e Peru (10). Os candidatos estrangeiros serão indicados pelos órgãos competentes de seus países.

A segunda edição do curso é resultado de parceria entre Assessoria de Assuntos Internacionais de Saúde do Ministério da Saúde (Aisa-MS), Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), Organização Panamericana de Saúde (Opas), e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Para mais informações sobre o curso que recebe inscrições até o dia 25 de junho, clique.

 

Fonte: ASCOM/Fiocruz-Amazônia

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *