Reitor da UFAM assina portaria que agiliza submissão de projetos com seres humanos ao Comitê de Ética em Pesquisa

Notícias

Com a medida, todos os 23 diretores de unidades acadêmicas da capital e interior podem dar parecer acerca de pesquisas envolvendo seres humanos. Medida já está em vigor.

No último dia 26, o reitor Sylvio Puga assinou a Portaria Nº 0453/2018, na qual delega aos diretores de unidades da Ufam a prerrogativa de assinar a folha de rosto de projetos que envolvam participação humana inseridos na Plataforma Brasil. A decisão é uma resposta à demanda dos institutos fora de sede e visa dar maior agilidade ao trâmite institucional dos projetos a serem submetidos ao Comitê de Ética em Pesquisa (CEP).

Antes da medida todas as propostas precisavam do aval do reitor ou da pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação (Propesp), como gestores da Universidade, o que, em alguns casos, poderia gerar perda de prazos e oportunidades para o desenvolvimento de pesquisas já que, principalmente no caso das unidades fora da sede, o tempo para apreciação do projeto era maior. Para a pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação, professora Selma Baçal, a portaria era necessária por otimizar o trabalho de pesquisadores e gestores em um processo importante para a Instituição. “A ideia é dar maior celeridade a esse trabalho porque semanalmente chegam muitos projetos. Queremos permitir que quem queira submeter um projeto ao Comitê de Ética não perca tempo aguardando uma assinatura, porque, com a maior proximidade com o diretor de unidade, é mais facial obter a ciência da Instituição e submeter ao comitê”, explicou a pró-reitora.

Para o diretor do Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia (Icet) da Ufam, professor Jorge Kanda, o documento representa um grande avanço no âmbito gestor da Universidade por desburocratizar o processo e atender à realidade dos institutos. “É um avanço significativo principalmente para nós do interior. Fico feliz porque isso permite aos nossos professores submeter projetos ao Comitê de Ética com mais facilidade”, disse. “Acredito que isso ajudará a aumentar o número de projetos submetidos, inclusive”, comenta.

 

Fonte: ASCOM/Ufam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *