Seduc-AM inaugura Coordenação de Atenção Psicossocial Escolar

Educação

Capse terá trabalho voltado especialmente para saúde mental e bem-estar dos estudantes da rede

Ações de prevenção, intervenção e promoção da saúde mental na comunidade escolar como suporte no processo de desenvolvimento de ensino-aprendizagem. Estas são as missões da Coordenação de Atenção Psicossocial do Escolar (Capse) da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM), inaugurada nesta segunda-feira (08/07).

A Coordenação era uma necessidade antiga para um melhor desenvolvimento humano, rendimento e sucesso escolar, de acordo com o secretário de Educação, Luiz Castro. Ele é autor da Emenda nº 83/2014, que inclui assistentes sociais e psicólogos nas escolas da rede pública de ensino.

“A presença destes profissionais nas instituições de ensino é fundamental para auxiliar na solução de problemas que interferem no ensino e na aprendizagem, como as questões familiares, depressivas, uso de drogas e os diversos tipos de violência”, assinalou.

Atuação – Palestras, rodas de conversa, representações teatrais e outras ações educativas compõem a estratégia contínua da equipe da Capse para trabalhar a prevenção à violência nas escolas. A nova coordenação será responsável, ainda, por alinhar ações entre os psicólogos e assistentes sociais das coordenadorias.

A psicóloga Ana Valda Cavalcante, da Coordenadoria Distrital de Educação (CDE) 5, explicou que uma das primeiras ações da Capse foi a padronização dos documentos. “Fizemos diversos formulários para a coleta de dados, tanto das atividades que acontecem na escola quanto do nosso trabalho dentro das instituições de ensino públicas do Estado”, comentou.

União – A união dos assistentes sociais, psicólogos e secretários da Seduc-AM foi fundamental para a criação do Capse, segundo a coordenadora, Giane Brito. Mesmo antes de inaugurar o espaço, os secretários Luiz Castro e Bibiano Filho, à frente do gabinete executivo da capital, foram especialmente sensíveis à causa.

“Mesmo sem a união formal, nosso grupo de psicólogos e assistentes sociais sempre teve muitas iniciativas em ações nas escolas, incentivadas por essa gestão. Agora, enquanto coordenação, teremos um plano de atividades, de coleta de dados, solicitações de demandas, entre outras ações que serão tomadas em equipe. Nosso objetivo é trabalhar para oferecer constantes melhorias para a saúde mental e a qualidade de vida do nosso alunado”, ressaltou a coordenadora.

A inauguração contou com a presença do secretário executivo da Seduc-AM, Luis Fabian; os secretários executivos adjuntos de Gestão, Rômulo Zurra; da Capital, professor Bibiano; e do Interior, professora Ana Maria. A madrinha oficial da Coordenação, Mônica Siqueira, também esteve presente.

Família – Mesmo com os esforços da equipe e do corpo discente, a pouca participação da família na vida dos estudantes ainda é um grande desafio, com sérias implicações na saúde emocional no meio estudantil.

As informações são de Ketty Moreira, psicóloga da Coordenadoria do Distrito Escolar 2 (CDE 2), que atende a escolas da zona sul de Manaus. Segundo ela, as principais demandas são percebidas e recebidas pelos professores, que passam a informação para o gestor e então para as CDEs.

“Funcionários da escola também são orientados a reportarem sinais específicos identificados nos alunos, como mudança repentina de humor, marcas que podem indicar automutilação, tentativas de suicídio ou até mesmo sinais de abuso sexual. A inauguração do Capse pode parecer um pequeno passo, mas representa um enorme avanço tanto para os assistentes sociais e psicólogos quanto para os alunos”, assinalou.

 

Fonte: ASCOM/SEDUC-AM

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *