Alfredo da Matta dá início a projeto que visa ampliação e reestruturação física da unidade

Amazônia

A Fundação Alfredo da Matta (Fuam) recebeu, na última sexta-feira (31/05), a arquiteta da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), Daniela Ramos, para uma primeira reunião sobre a reestruturação física da Fundação. Segundo o diretor-presidente da Fuam, Ronaldo Amazonas, o objetivo é elaborar um projeto para ampliação e reorganização da estrutura física da unidade, com vistas à implantação de um novo serviço: o Hospital Dia.

“Desde a sua criação, a Fuam nunca passou por uma grande obra de ampliação. Ao longo dos anos, o serviço foi crescendo e fomos fazendo pequenas ampliações, mas precisamos urgente revitalizar o espaço e não apenas isso, ampliar nossa estrutura para que possamos atender a novas demandas, criando novos serviços, como o Hospital Dia”, explica o diretor-presidente.

A presença da arquiteta Daniela Ramos na Fuam foi o ponto de partida para a elaboração do projeto que será realizado por equipe de técnicos da Seinfra. “Neste primeiro momento, vim conhecer a Fuam, ter uma noção geral da estrutura e das necessidades”, explica a arquiteta. “Posteriormente, voltaremos com equipe de engenheiros e arquitetos para verificar parte estrutural, elétrica e conversar com os gestores de cada setor para saber das necessidades específicas de cada área e daí elaborar um projeto”, conclui Daniela.
Previsão para 2020 – A ideia é priorizar a ampliação de espaços para a construção do chamado “Hospital Dia”, serviço que a Fuam deve implantar em 2020, unido ao serviço de centro cirúrgico, no qual o paciente, caso necessite, possa passar períodos curtos de internação, de até 48 horas, devido à complexidade de seu procedimento cirúrgico ou a alguma intercorrência. O projeto vai priorizar também a criação de uma recepção humanizada, onde os pacientes poderão assistir vídeos e participar de atividades educativas como palestras; além de proporcionar um ambiente com conforto e acessibilidade, sem esquecer as boas condições de trabalho aos servidores.
De acordo com o diretor-presidente Ronaldo Amazonas, a implantação do Hospital Dia, representará um ganho nos serviços de cirurgia dermatológica ofertada  pela Fuam.  Já que a instituição poderá realizar procedimentos mais complexos, que demandem internações de curto prazo. “Teremos o Hospital Dia integrado ao nosso Centro Cirúrgico, assim, pacientes que antes tinham que ser transferidos ou encaminhados para realizar procedimentos em outras unidades, pois não temos internação, pois não temos internação, poderão fazer aqui mesmo seu procedimento”.  Propostas
PropostaDentre as mudanças propostas pelo novo projeto de reorganização estrutural estão: a transferência da área administrativa para prédio anexo, cedendo espaço para ampliação do atendimento; construir passarela que ligará o prédio principal ao anexo; ampliar refeitório dos servidores, consultórios, área para armazenamento de medicamentos e de material de expediente, além de promover melhorias em todo prédio, revitalizando piso, iluminação, banheiros, dentre outras ações. “Vamos implantar iluminação LED em 100% da Fundação, gerando economia de energia e temos também planos para implantar painéis de energia solar, gerando economia para o Estado”, explica Ronaldo Amazonas.

Fonte:ASCOM/Fuam

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *